Domingo, 19 de setembro de 2021, 20:25:44

Cancelados, de forma progressiva, os avanços verticais dos professores da rede pública estadual

20/07/2021, 12:59
O Governo do Estado cancelou, de forma progressiva, os avanços verticais dos professores. A informação é do vereador Lulinha (DEM), que discursou sobre o assunto recentemente na Câmara Municipal. Segundo o vereador, o Governo do Estado diz que não dá aumento aos professores da rede pública estadual por causa dos inativos, e que uma circular tem sido divulgada informando que só ocorrerá um aumento a partir de 2022.  

“O Governo do Estado é muito bem votado em Feira de Santana. Tem colegas aqui de oposição que participam de movimentos da APLB, mas se calam quando é para falar sobre uma circular que diz que o governo estadual não dará aumento aos professores neste ano por causa dos aposentados que trabalharam tanto nesta Bahia; que ajudaram tanto e contribuíram muito para o progresso e desenvolvimento de Feira. Agora estão cortando tudo”, disse. 

De acordo com Lulinha, o aumento do salário dos professores só ocorrerá a partir de 2022 porque estará perto da eleição. “Aí ninguém fala nada. Aí o povo se cala. E os vereadores de oposição vêm criticar o município, mas esquecem de pedir ao governador, por exemplo, a construção do Centro de Convenções, a ampliação do aeroporto de Feira de Santana e a reforma do Complexo Policial Investigador Bandeira”. 

Disse, ainda, que o Governo do Estado abandonou o Centro de Cultura Amélio Amorim. “O local está abandonado. E cadê a pista de Tiquaruçu que eles prometeram? Cadê a pista de Jaguara que eles prometeram? Aí só cobram as obrigações do gestor do Município e não cobram o que precisa do governo do Estado, porque nós pagamos impostos; no geral, o ICMS é o mais caro. Por isso que a gasolina está cara, porque o governo do Estado aumentou esse imposto”.