A avaliação do ano que terminou não poderia ser mais positiva para o vereador Edvaldo Lima, que teve vários projetos apresentados e aprovados em plenário. Mas ele mesmo admite que é preciso avançar muito mais e continuar trabalhando para assegurar melhorias para o povo e o município de modo geral. Os projetos que levou a plenário, segundo ele, já são um direcionamento para alcançar esse objetivo.

Dentro dessa conjuntura, Edvaldo Lima destaca a emenda que retiro do texto do Plano Diretor do Município questões que tratavam de benefícios para afrodescendentes. “A nossa Constituição estabelece que todos somos iguais, é o princípio da isonomia”, defendeu o vereador, que integrou a Comissão Especial que discutiu o projeto do Plano Diretor, antes que a proposta fosse levada a votação.

A melhoria do transporte coletivo, em especial na zona rural, também esteve na mira do vereador, que chamou a atenção da cidade quando deixou o carro em casa e foi para a Câmara Municipal a cavalo, em protesto contra os constantes e abusivos aumentos dos preços dos combustíveis. “O meu trabalho é em defesa do transporte de qualidade”, afirma o vereador, que se manifestou com veemência contra a retirada dos ônibus da zona rural.

Lutar pela preservação da família, do cidadão e do jovem é o foco de Edvaldo Lima, autor do projeto que muda a nomenclatura de Guarda Municipal para Polícia Municipal e defensor da redução das taxas de manutenção de veículos apreendidos. Ele falou ainda sobre a proposta da Escola sem Partido, como forma de evitar que os estudantes sejam doutrinados com projetos de ideologia de gênero e sexualidade. “Escola é lugar para ensinar Matemática, Português, Geografia, Ciências…”, pregou.

Download PDF

Redação

Comentários estão fechados.