Quarta-feira, 29 de junho de 2022, 13:21:26

Ações do “rapa” são repudiadas na Câmara e vereador defende protocolo de abordagem

10/05/2022, 12:44 | Foto: Marcio Garcez Vieira / ASCOM-CMFS
As abordagens violentas que vêm sendo feitas por prepostos da Prefeitura Municipal, o conhecido “rapa”, a camelôs que atuam no centro da cidade, voltaram a repercutir na Câmara. “Certamente essas ações têm mandante”, destacou o vereador Jhonatas Monteiro (PSOL), ao reivindicar a criação de um protocolo público para abordagem ao trabalhador e trabalhadora do comércio popular de rua. 
 
Jhonatas disse que a situação já discutida no plenário da Câmara de forma exaustiva. “Entendemos que alguém dá ordem para que as pessoas sejam tratadas como bichos”, pontuou, lembrando que o assunto já foi levado também ao titular da Seprev. O vereador ironizou que a Secretaria de Prevenção à Violência mais parece ser Secretaria de Promoção da Violência e anunciou que levará a questão à Justiça  
 
“O governo tem que entender que é o comércio popular de rua uma forma de sustentação econômica e deve ser estruturado, como já aconteceu em outros municípios”, afirmou Jhonatas, ressaltando que Feira de Santana tem obrigação de organizar o comércio informal, que faz parte da origem e da história da cidade.