Quarta-feira, 29 de junho de 2022, 13:45:43

Com reajustes nos combustíveis, supermercados aumentam preços diariamente

03/05/2022, 13:50 | Foto: Mario Neto / ASCOM-CMFS
Com os recentes reajustes no valor dos combustíveis em todo o Brasil, os supermercados evitam anunciar os preços de seus produtos porque estes aumentam diariamente. A observação é do vereador Petrônio Lima (Republicanos), que menciona as consequências negativas da alta nos combustíveis para toda a população brasileira que, “infelizmente, arca com esta conta”. Na sessão desta terça-feira (03), ele chamou atenção para o sétimo reajuste de 2022, anunciado em 29 de abril, no qual, o preço do litro do óleo diesel superou o da gasolina em alguns postos da Bahia. 
 
A alta “inédita” traz ainda mais impactos ao valor dos alimentos, remédios e outros bens transportados por caminhões e demais veículos que utilizam o diesel, destaca Petrônio. Com o baixo poder de compra do salário mínimo brasileiro, que atualmente é R$ 1.212,00, muitas pessoas “não conseguem mais sobreviver”, acrescenta o vereador Marcos Lima (União Brasil). Além de sofrer com os altos valores da cesta básica, os trabalhadores assalariados ainda necessitam arcar com despesas de serviços essenciais, como água e energia. 
 
A situação é ainda mais preocupante para os 14 milhões de brasileiros desempregados, evidencia o Professor Ivamberg (PT). Para o vereador, “as políticas públicas federais castigam e não valorizam o trabalhador brasileiro” e o reflexo disso é observado no aumento da quantidade de pessoas que pedem emprego e doações no semáforo, opina o parlamentar.