Quarta-feira, 29 de junho de 2022, 12:45:44

Duplicação da Avenida de Contorno está assegurada pelo presidente Jair Bolsonaro

28/04/2022, 15:11 | Foto:
A avenida Eduardo Froes da Motta (avenida de Contorno, como é mais conhecida pelos feirenses) terá a sua duplicação concluída. Quem assegura é o vereador Edvaldo Lima (MDB), confiante em compromisso firmado pelo governo federal, sob o comando de Jair Bolsonaro.  Ele ratificou a promessa feita pelo presidente da República ao contestar críticas feitas pelo colega Jurandir Carvalho ao ocupante do cargo máximo no país. O anel rodoviário, até então, foi parcialmente duplicado, no trecho em direção a BR 116 Sul, restando a parte norte, entre o viaduto próximo ao antigo Clube Cajueiro até o Complexo Viário Dr. Miraldo Gomes, acesso à BR 116 norte.
 
A despeito das acusações de Jurandir, de que o país estaria vivendo uma "roubalheira", Edvaldo celebra os quatro anos de governo, com Bolsonaro, "sem nenhuma denúncia comprovada de corrupção". Ele diz ser "gratificante apoiar um homem de conduta ilibada, caráter invejável e  que respeita a coisa pública". E observa que, após 28 anos como parlamentar, o presidente teve a sua vida "vasculhada" pela Rede Globo e por outros veículos de comunicação, não havendo sido descoberto "qualquer vestígio de crime". O que há no Brasil, sob a atual administração, é  "muito trabalho, dedicação integral 24 horas por dia para cumprir a missão que lhe foi dada pelo povo com ética, responsabilidade e pés no chão".
 
Segundo o vereador, está se materializando tudo o que (Bolsonaro) falou no início da pandemia. "Ele criticou por exemplo o fechamento das empresas. Hoje, por conta disso milhares encontram-se fechadas e pais de família passando fome". Também o elogiou pelo reajuste do piso dos professores, em 33%, "o maior índice já concedido por um presidente". 
 
LULINHA: PROGRAMAS SOCIAIS MANTIDOS E AMPLIADOS
 
O reconhecimento de Edvaldo Lima ao trabalho do presidente foi endossado pelo líder do Governo Colbert Martins na Câmara, o vereador Lulinha (DEM). Lembra que, durante a campanha presidencial, adversários de Bolsonaro diziam que, se eleito, ele acabaria com os programas sociais de amparo aos mais necessitados (Bolsa Família). No entanto, diz o vereador, representante do bairro Conceição, que essas políticas públicas foram mantidas e o valor aumentado, havendo até um 13º para os  milhões de brasileiros beneficiados.
 
FERNANDO CRITICA "ORÇAMENTO SECRETO"
 
Também participou do debate sobre o desempenho de Bolsonaro à frente do país, o vereador Fernando Torres (PSD). O dirigente do Poder Legislativo Municipal diz que o presidente da República criou um "Orçamento Secreto" em que um só deputado federal teria indicado cerca de R$ 300 milhões "sem ninguém saber". Edvaldo Lima contesta: "quem  aprova o Orçamento é o Congresso Nacional".