Segunda-feira, 25 de outubro de 2021, 10:55:28

Feira de Santana está abandonada; Prefeitura gasta tempo e energia tentando interferir na Câmara

13/10/2021, 15:11
A Prefeitura gasta o seu tempo, a sua energia tentando direcionar a votação aqui nesta Casa. Em contrapartida, a cidade está abandonada”.  A afirmação é de Silvio Dias (PT), vereador de oposição que se pronunciou sobre o assunto nesta quarta (13). Segundo ele, há uma falta de fiscalização, por parte do município, a vários setores da cidade, especialmente o transporte público. 
 
“O que nós vemos, através de vídeos, utilizando a contramão, veículos utilizando o canteiro central, e cadê a fiscalização desse município? O que nós vemos no transporte público desta cidade é um absurdo. As vans estão tomando as ruas da cidade, ocupando os lugares dos ônibus, colocando pra correr os veículos que estão autorizados, e cadê a Prefeitura?”, indagou. 
 
Silvio Dias, em seu pronunciamento, também chamou a atenção dos colegas vereadores e de todos os presentes na galeria para o Decreto-Lei nº 201/1966, mais especificamente o artigo 4º, I, que trata sobre a interferência no funcionamento de uma Casa Legislativa . “Peço a atenção de vocês para isso, porque é grave e não pode ficar exclusivamente no âmbito policial. É preciso ser apurado também no âmbito político, aqui nesta Casa, internamente”, frisou. 
 
E acrescentou: “Chamo a atenção disso porque ficou encoberto; não foi apenas uma agressão a um vereador. Independentemente de posição partidária, o que precisamos defender aqui é o funcionamento regular desta Casa. E parece, pelo que vimos e pelo que está sendo apurado pela Polícia Civil, que houve tentativa de interferência nesta Casa”.  
 
Silvio Dias se refere, na fala, à denúncia criminal contra o prefeito Colbert Martins Filho e assessores dele formalizada na Polícia Civil pelo vereador Paulão do Caldeirão (PSC) na última semana. O vereador, que esteve acompanhado de mais 12 vereadores na ocasião, denunciou a existência de uma trama para prejudicar alguns integrantes da Casa da Cidadania que fazem oposição ao Governo Municipal.