Quarta-feira, 29 de junho de 2022, 13:56:45

Presidente diz que vereadores do grupo são independentes, mas devem buscar o melhor para Feira

03/05/2022, 15:32 | Foto: Mario Neto / ASCOM-CMFS
“Os vereadores que compõem o chamado Grupo dos 10 são independentes e não agem sob minha orientação”. A afirmação é do presidente da Câmara Municipal, Fernando Torres (PSD), ao ser questionado em um programa de rádio sobrea posição do grupo acerca da definição de apoio ao candidato a governador da Bahia. No entanto, ele sugere que os mesmos comparem a atuação dos gestores anteriores a Jaques Wagner e Rui Costa em Feira de Santana antes de decidirem. 
 
Torres disse que já escolheu Jerônimo Rodrigues por ser “um rapaz trabalhador, honesto, com passagem marcante como assessor na Assembleia Legislativa e conhecer bem a Bahia”, conforme frisou, justificando que é simples avaliar a atuação dos petistas com os ex-governadores Paulo Souto, César Borges e até ACM. “Nesse período Feira não teve uma obra”, atestou, citando como exemplo de trabalhos recentes a construção da avenida Noide Cerqueira, ampliação do Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA) e a reubarnização da Lagoa Grande.  
 
Integrante do PSD, partido de centro, partido é de centro, Fernando Torres admite que escolheu Jerônimo porque deseja ver na Bahia e, sobretudo, em Feira de Santana, a continuidade do governo Rui Costa. “Nos governos de Lula e Dilma foram construídas 30 mil casas”, lembrou, ao pontuar que não acredita que nenhum membro do Grupo dos 10 vá para o “outro lado”, cuja principal característica é a traição. 
 
“Paulão pediu a Rui Costa a construção ligando Jaguara à Estrada do Feijão, obra solicitada também pelos vereadores Silvio Dias e Professor Ivamberg. Nosso grupo quer é trabalho”, resumiu, salientando que certamente eles não irão se juntar a um grupo que trata os policiais mal e manda bater em professores. “Vou seguir com o que é melhor para Feira de Santana”, assegurou Fernando Torres, que prevê a vitória de seus aliados já no primeiro turno da eleição.  
 
Vários vereadores do grupo de Fernando Torres se manifestaram durante seu pronunciamento. Pedro Cícero (Cidadania), foi enfático: “Farei o que  for melhor para a Bahia”, enquanto Luiz da Feira (Avante) garantiu que seguirá o líder, ao contrário de Ron do Povo, que revelou se manter fiel ao líder  
 
Para Silvio Dias, Geraldo Junior compondo como candidato a vice-governador valorizar o vereador, pela sua condição e garantiu que o MDB de Feira está com Jerônimo. Lu de Ronny disse que esteve com Rui e ACM Neto. “Tenho que ver o que é melhor para Feira de Santana”. Já Edvaldo Lima afirmou que segue o governo Bolsonoro e Jurandy Carvalho (PV) avalia que “ACM neto mudou Salvado e agora vai mudar Feira de Santana”.