Segunda-feira, 25 de outubro de 2021, 09:37:21

Professores da rede estadual de educação estão trabalhando, mas não estão recebendo salários

01/09/2021, 12:47
Em discurso na tribuna da Câmara Municipal esta semana, o vereador Jurandy Carvalho (PL) sugeriu que a presidente da APLB - Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia, Marlede Oliveira, procure o governo do Estado para resolver a situação do corte dos salários dos professores, que estão trabalhando, segundo ele, remotamente ou não. O vereador também indagou o posicionamento dos colegas de oposição quanto à defesa a respeito da situação. 
 
  
 
“A gente via aqui a oposição bradando contra o prefeito Colbert Martins Filho, mas agora todo mundo se calou a respeito dessa situação dos professores. O prefeito está trabalhando nesta cidade. Dizer que ele não está é colocar uma venda de burro nos olhos e não olhar o que está acontecendo com Feira em relação à situação. Agora quanto ao governo do Estado, os professores que não têm estabilidade no governo estadual estão com os salários cortados. E a senhora, vereadora Eremita, que é professora, deve ter tido seu salário cortado também”, disse. 
 
 
 
Em resposta, a vereadora Eremita Mota (PSDB) disse que foi diretora de escola vinculada ao governo do Estado por muitos anos, e que isso lhe garantiu estabilidade econômica. Jurandy pediu que a colega, juntamente com os vereadores ligados ao Governo do Estado, veja a situação dos professores que estão com seus salários atrasados. “O seu salário está pago, Excelência, mas tem muitos professores aí que estão trabalhando sem receber”, salientou.