Sexta-feira, 9 de dezembro de 2022, 22:19:30

Representação para tratar sobre situação do rio Jacuípe devido a falta de limpeza adequada das águas será apresentada no MP

23/11/2022, 14:20 | Foto: Marcio Garcez Vieira / ASCOM-CMFS
O vereador Jurandy Carvalho (PL) vai apresentar um requerimento no Ministério Público para que haja investigação quanto à situação do rio Jacuípe e a falta de limpeza adequada das suas águas. O parlamentar informou isso durante discurso na tribuna da Câmara Municipal na sessão desta quarta-feira (23). O vereador disse que também vai procurar a Secretaria de Meio Ambiente de Feira para solicitar a realização de limpeza dos canais da cidade. 
 
Ainda, informou que também vai procurar o INEMA (Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos) para que possa atuar de forma veemente com outros órgãos com o intuito de que não seja mais possível escoar o esgoto nos riachos. “Precisamos refletir sobre a importância do rio Jacuípe para Feira de Santana e para a Bahia. Ele recebe água de 22 riachos. Porém, a atual situação devido à falta de limpeza adequada das suas águas tem afetado, por exemplo, a vida da piscicultura daquele rio, porque a sujeira e o xixi que é dejetado naquelas águas tem afetado a vivência marinha dos animais que ali habitam”, disse. 
 
Ainda, Jurandy informou que vai ao Ministério Público para pedir à Secretaria de Meio Ambiente de Feira para que possam fazer a limpeza dos canais da cidade, e para que o INEMA possa atuar de forma veemente com outros órgãos para que não seja mais possível escoar o esgoto nos riachos. O parlamentar voltou a falar que a Embasa (Empresa Baiana de Águas e Saneamento) faz uso das águas do rio Jacuípe e do rio Paraguaçu, vendendo-as, contudo não faz nada para que haja a manutenção das águas. 
 
O vereador Fernando Torres (PSD) pontuou que o grande problema do rio é a falta de saneamento básico. Petronio Lima (Republicanos) reforçou o discurso do colega dizendo que, a cada dia que passa, as águas do Rio Jacuípe estão mais poluídas. “Chega está verde por causa de tantos dejetos que lá são jogados”, pontuou.