Segunda-feira, 8 de agosto de 2022, 01:00:52

Senadores que votaram contra a redução do ICMS dos combustíveis “são contra o povo”

29/06/2022, 11:51 | Foto: Mario Neto / ASCOM-CMFS

Os 12 senadores que votaram contra o então Projeto de Lei 18/2022, que reduz o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) dos combustíveis, “são contra o povo”. A afirmação é do vereador Edvaldo Lima, que, na sessão desta quarta-feira (29), condenou o posicionamento destes parlamentares, especialmente da bancada petista, na votação que ocorreu em 13 de junho. “Infelizmente, não tenho palavras sobre os senadores que votaram contra só para perseguir o presidente Jair Bolsonaro”.

Apesar da parcela contrária, o Plenário do Senado aprovou a proposta com 65 votos a favor. Sancionada pelo presidente na segunda-feira (27), a Lei classifica os combustíveis, energia elétrica, comunicações e transporte coletivo como itens essenciais e limita a cobrança do ICMS sobre eles. “Parabenizo Jair Messias Bolsonaro pela lida incansável, por não desistir da luta e conseguir a redução do preço dos combustíveis”.