Discorrendo sobre a história do Centro Industrial Subaé (CIS), cujo fechamento foi articulado durante o governo do ex-governador da Bahia Waldir Pires, o vereador Roberto Tourinho (PV) lembrou que o intento não ocorreu porque as entidades de classe se posicionaram. Da mesma forma, ele disse que agora as lideranças empresariais estão se movimentando para evitar um desfecho que cause prejuízo a Feira de Santana.

“Não é uma discussão política”, afirmou Tourinho, ao divulgar a Carta Aberta das entidades, a exemplo da Associação Comercial, Câmara de Dirigentes Lojistas, Centro das Indústrias e Instituto Pensar Feira. Ele elogiou a iniciativa e alertou que a extinção do CIS será um retrocesso para o Município. O vereador lembrou também que o órgão foi criado na década de 1960, pelo ex-prefeito João Durval e anos depois foi estadualizado, no governo do ex-prefeito José Falcão.

Download PDF

Redação

Comentários estão fechados.